Locação de Imóveis para Férias

Cuidados na locação de imóveis para férias

1. Antes de alugar casa ou apartamento pesquise bastante, verifique e analise as fotos do imóvel. Após escolher o imóvel, se for possível visite-o antes da locação, para conferir se a proposta corresponde à realidade;

2. Se não for possível visitar o imóvel antes de confirmar a locação, peça referências de pessoas que já o alugaram;

3. Solicite ao anunciante do imóvel escolhido detalhes sobre a correta localização do mesmo, tais como: pontos de referência; distâncias, ruas e/ou avenidas principais, etc;

4. Confirme se a pessoa com quem você pretende fechar negócio é mesmo proprietária do imóvel. Os Cartórios de Imóveis são órgãos do Estado que permitem a qualquer um analisar a situação de um bem;

5. Se for acertar a locação em uma empresa especializada – corretora de imóveis ou imobiliária – procurar saber se a firma tem bom nome, e se contra ela não existem reclamações junto ao PROCON local ou junto ao CRECI (Conselho Regional dos Corretores de Imóvel) da região;

6. Confira o que o imóvel contém (mobília, eletrodomésticos, luminárias, utensílios domésticos etc), em que condições se encontra o imóvel e anexe a listagem ao contrato. Confira as condições de tudo na chegada, se possível na presença do corretor ou proprietário. Se algo não estiver de acordo com o combinado, registre por escrito. Se for uma diferença grave, peça desconto no valor das diárias ou o reparo imediato;

7. Verifique também se não serão cobradas despesas adicionais de consumo de energia elétrica, água, gás, internet, TV a cabo;

8. Evite surpresas desagradáveis quanto a vagas nas garagens, normas do condomínio quando for o caso, pois em alguns condomínios, por exemplo, o uso de piscinas, quadras esportivas, saunas, salas de ginástica e outras áreas de lazer são restritos aos proprietários;

9. Fique atento ao número de pessoas que o imóvel é capaz de acomodar e se é permitido a presença de animais de estimação, pois assim você evita passar por constrangimentos desnecessários, evitando inclusive uma eventual quebra de contrato.

 

Fernando Vieira

Website:

Deixe uma resposta